Palhas e Fibras Naturais

A Palha de Carnaúba vem da Carnaúba que é uma palmeira do semiárido do Nordeste do Brasil, símbolo do Estado do Ceará, conhecida como “árvore da vida“. Sua palha é muito utilizada nas peças artesanais como cestas, descansos e bolsas, tornando-a importante fonte de renda da população local.

A Palha de Milho é retirada na colheita das espigas de milho, que ao invés de descartadas são utilizadas para produção de artesanato. Os cordões das peças são compostos pelas palhas emendadas uma a uma. Leve e delicada, confere aos produtos rusticidade e beleza, além de excelente custo benefício.

A Piaçava é uma palmeira nativa da Bahia, sua fibra é utilizada na fabricação de vassouras, e sua palha no artesanato. O processo de manipulação da palha começa com a colheita, depois é desfiada, cozida, tingida e assim são feitas as tranças que dão origem a cestaria.

A Palha de Ouricuri ou Licuri é empregada na confecção de cestas, porta jóias e acessórios para a mesa. O trançado do ouricuri reúne saberes de origem indígena, como o tingimento natural e muitas vezes está aliado a outras tipologias, como o entalhe em madeira.

A Taboa é uma planta altamente adaptável e abundante, cresce em brejos e mangues e serve como matéria prima de muitos artesãos por todo o Brasil. Sua fibra, durável e resistente, é utilizada na confecção de tapetes, bolsas, pufes e cestas em geral.

Exibindo 1–12 de 241 resultados

Carrinho de compras